Como os pensamentos podem influenciar nossas vidas?

O senso comum pode nos dizer que existe uma separação nítida entre as coisas materiais e o pensamento. Nesta ótica, criam-se necessariamente dois lados conflitantes, o dentro e o fora.

O pensamento por ser abstrato e pura operação da mente, sente-se isolado e fraco, parece que ele pode somente inventar quimeras e que sua ação está distante da realidade material. O que há do lado de fora, ou seja, o mundo em si, parece ser dotado de propriedades totalmente diferentes às do pensamento, a começar pela natureza da substância, uma ponderada e outra incondicionada (a matéria é divisível ao infinito, o pensamento não).

Contudo, podemos levantar um novo olhar acerca do que se entende por sujeito e por objeto. Desde o filósofo Descartes (1595-1650), a filosofia, área do conhecimento que trata sobre o saber do próprio pensar, passou a defender que a verdade das coisas não está nos objetos, mas na própria consciência que o apreende, ou seja, no Espírito. Portanto, qualidades como cor, sabor, e quantidades como área, volume, tempo, tudo isso existe no sujeito que os manifesta e não nos objetos em si.

A evolução da subjetividade na Idade Moderna passa por Kant, Hume, Spinoza, mas quando chega em Hegel, este último filósofo dá um salto na compreensão do real.

Em suma, toda a realidade é racional. Tudo o que existe possui em sua gênese a evolução da consciência racional, ou seja, o real pode ser explicado racionalmente justamente porque possui em sua essência a razão. Ser é racionar, a substância em si é constituída por operações da razão.

O pensamento individual e coletivo, portanto, não é apenas uma quimera, mas produz a realidade como um fenômeno de um processo absoluto. A matéria em si é o próprio pensamento totalizador manifesto.

Basta que olhemos o mundo a nossa volta. De forma imediata, o ambiente natural que nos cerca foi produzido pelas mentes humanas, desde os objetos em casa, até à estrutura urbana, social, política. Na doutrina Espírita, sabemos inclusive que sistemas celestes, desde sistemas solares às galáxias também são projetados por seres racionais.

O pensamento é a realidade e a produz constantemente; isso nos dá o poder de sermos de acordo com nosso livre arbítrio e nos traz a clareza de sermos também a semelhança de Deus, que ao determinar todas as leis invisíveis que governam a existência, assim fez com o absoluto pensar.

 

Share : facebooktwittergoogle plus


1 Responses

Deixe um comentario


  • Gabriel Joanes on

    Um texto esclarecedor. Muito bom nos ajuda a entender mais e mais… obrigado!


Escreva algo sobre este post!